GASTOS EXTRAS NO ALUGUEL DE CARROS: SAIBA QUAIS SÃO OS ITENS OPCIONAIS QUE A LOCADORA VAI TENTAR TE “EMPURRAR” E QUE PODEM TORNAR SUA LOCAÇÃO ATÉ 5 VEZES MAIS CARA [PARTE I]

Pretende alugar um carro no Brasil ou no exterior?

Já fez umas cotações e achou os preços inicias bem baratos?

Sinto muito lhe dizer, mas existem muitos gastos extras que serão adicionados no seu aluguel de carro e que tornarão sua locação muito mais cara.

Quando vamos fazer algumas cotações de preços para aluguel de carros, os primeiros valores das diárias que aparecem são sempre uns valores bem baixos. A esse valor básico serão acrescentados vários outros opcionais e taxas obrigatórias da locadora, afim de formar o valor total da locação.

Como forma de conquistar mais clientes e, consequentemente, obter mais lucro, as locadoras estão oferecendo, cada vez mais, diversos tipos de serviços e produtos OPCIONAIS na hora da locação do carro, que vão desde um aparelho GPS até seguros contra danos ao veículo e contra terceiros.

Deseja alugar um GPS, cadeirinha de bebê, contratar seguros, dispositivo de pedágio, tanque de combustível pré-pago, rádio via satélite? Fique tranquilo(a)! A locadora vai lhe disponibilizar, mas com certeza terá um valor a mais a ser pago.

De fato, é muito bom que existam vários tipos de produtos e serviços a serem contratados conforme o desejo e necessidade de cada cliente.

Acontece que as locadoras acabaram vendo esse diversos opcionais oferecidos como uma ótima oportunidade para gerar ainda mais lucro. Não é à toa que esse é um dos principais motivos de reclamação por parte dos clientes que alugam carros em toda parte do mundo: muitos desses opcionais acabam sendo “empurrados” para os clientes que, muitas vezes, sem muito conhecimento e sem saber como agir, acabando aceitando tudo que lhes é oferecido.

EMPURRANDO SERVIÇOS E PRODUTOS: SAIBA COMO A LOCADORA PODE FAZER VOCÊ GASTAR MUITO MAIS DO QUE O NECESSÁRIO NO SEU ALUGUEL DE CARROSgastos e custos no aluguel de carros baratos

Juntamente com o crescimento do mercado de locação de carros nos EUA e no mundo todo, crescem também as reclamações direcionadas, principalmente, às empresas norte-americanas. Isso porque mesmo saindo do Brasil já com tudo pago, ou até mesmo alugando um carro dentro do Brasil, muitos turistas acabam sendo surpreendidos com algumas “taxas extras” que surgem na hora de se retirar o carro já reservado, e até mesmo com cobranças indevidas no cartão de crédito após retornarem da viagem.

Após algumas horas cansativas de voo somadas ao pouco domínio do idioma, muitos clientes se sentem coagidos e acabam aceitando todos serviços opcionais “empurrados”, sem mesmo ter ciência do que estão pagando, apenas com o desejo de passar logo por essa etapa e sair dali o quanto antes.

Infelizmente essa prática de “empurrar” alguns seguros e serviços opcionais é muito comum no mundo todo, isso porque grande parte dos atendentes das locadoras ganham por comissão, ou seja, quanto mais vendas fizerem, mais vão receber no final do mês.

Por outro ponto de vista, agora defendendo o lado das locadoras, elas pedem aos seus atendentes que informem todos os tipos de opcionais e seguros que estão disponíveis e não tenham sido contratados a fim de que o cliente seja informado de todos os direitos que tem, não tem  e que possa vir a ter caso contrate determinado serviço

Afinal, seria pior se algo acontecesse e o cliente não tivesse sido informado previamente que havia proteção para o fato ocorrido e que ele poderia ter contratado determinado seguro ou serviço para isso, não é mesmo? Até aí tudo bem…

Acontece que, na maioria das vezes, o problema não está no oferecimento dos serviços e produtos opcionais (o que, de fato, é bom que todos saibamos), mas sim, na forma como os turistas são abordados.

Alguns atendentes podem usar técnicas mais agressivas e persuasivas no oferecimento de tais serviços, e até mesmo usar de chantagens do tipo: “você tem certeza que vai querer correr este risco?” ou até mesmo afirmam que determinado seguro é obrigatório de ser contratado, sendo que em muitos casos, não é!

Infelizmente, muitos turistas são coagidos a contratar opcionais que se quer sabem o que é, para que servem e como funcionam, fazendo com que o custo das locações sejam aumentados expressivamente e também recebendo “surpresas” na fatura do cartão de crédito após retornarem da viagem.

Não esqueça que, no exterior, a grande maioria dos atendentes não falam português e muitos acabam se aproveitando dessa situação para dar um jeito de fazer o turista gastar com algo a mais.

O objetivo deste artigo, então, é tentar mostrar e deixar mais claro alguns tipos de serviços e produtos opcionais que podem ser oferecidos pelas diversas locadoras ao redor do mundo, possibilitando assim, que você esteja bem informado sobre tudo antecipadamente e realmente contrate somente o que lhe for necessário e não contrate tudo que o atendente lhe “empurrar”.

Continue lendo esse artigo e veja o que será abordado:

      ▸ O que são gastos extras opcionais e taxas obrigatórias (e qual a diferença entre eles);
      ▸ Quais são os produtos/serviços opcionais que serão oferecidos pela maioria das locadoras no Brasil ou no exterior (e quais vão sempre tentar te “empurrar” na locação);
      ▸ Quais são os preços médios de contração de alguns opcionais oferecidos pelas locadoras de carros (no Brasil e no exterior);
      ▸ Dicas para tornar sua locação muito mais simples e sem dores de cabeças;
      ▸ Dicas para você economizar e evitar gastos desnecessários;

GASTOS EXTRAS OPCIONAIS E TAXAS OBRIGATÓRIAS: ENTENDA BEM AS DIFERENÇASgastos extras no aluguel de carro -

Basicamente, podemos dividir os custos cobrados pelas locadoras de carros em 3 tipos:

      ▸ Valor básico da diária (Base Rate);
      ▸ Taxas obrigatórias (Service Charges/ Taxes/ Fees/ Surcharges);
      ▸ Custos extras opcionais (Rental Options).

Valor básico da diária representa o preço teórico a ser pago por determinada categoria de carro. Nele não estão adicionadas as taxas obrigatórias nem os opcionais. Ninguém nunca vai pagar esse preço. Basicamente, devemos ignorar esse valor. O valor que realmente importa será o valor total, que abrangerá todas as diárias, taxas obrigatórias e itens opcionais inclusos na locação.

Quanto às taxas obrigatórias, não temos muito o que discutir, pois, como já diz o nome, são obrigatórias. Temos que pagar e pronto, pois são adicionadas às diárias independentemente de nossa vontade. Geralmente representam impostos governamentais, custos de operação e manutenção da locadora e multas contratuais. Para entender melhor sobre as taxas obrigatórias, veja este artigo.

O grande problema está nos custos extras opcionais, pois é aqui que acontecem as maiores dores de cabeças quando alugamos um carro. Apesar de serem OPCIONAIS, os atendentes da locadora vão fazer de tudo para que você contrate alguma coisa  a mais, pois assim é mais lucro para a empresa e também, na maioria das vezes, mais dinheiro no bolso deles.

Para acabar com suas dúvidas, confira abaixo quais são esses vários opcionais oferecidos pelas locadoras e quais vão quase sempre tentar te “empurrar”.

CUSTOS EXTRAS OPCIONAIS:

1) Tanque de Combustível Pré-Pago (Pre-paid Fuel)tanque de combustível aluguel de carros

Quando alugamos um carro, ele já vai estar com o tanque cheio. No entanto, na hora da devolução, geralmente existem três procedimentos diferentes pelos quais você pode optar:

      ▸ Você Reabastece (You Refill / Bring Back Full):

Devolve-se o veículo com o tanque cheio, abastecendo por conta própria antes de devolver o veículo. Ah, e tanque cheio é cheio mesmo! O ponteiro tem que estar “colado” lá em cima no marcador.

Se não estiver completamente cheio, eles provavelmente vão lhe cobrar o valor total para encher o tanque, independentemente se já tiver mais de meio tanque. cheio.

      ▸ Comprar um tanque cheio (Fuel Purchase Option / Prepay / Fuel Up Front) :

Pré-comprar um tanque cheio da locadora. Ou seja, você pode devolver o veículo com o tanque vazio ou em qualquer nível (return fuel at any level), pois o preço do reabastecimento já será incluso no preço total da locação e a própria locadora será responsável por reabastecer o veículo.

      ▸ Não reabastecer e não comprar o tanque cheio (We Refill / Pay On Return):

Essa é a opção mais cara e deve ser sempre evitada, pois é dinheiro jogado fora!

Nesse caso, você entrega o carro sem estar com o tanque cheio pois não o reabasteceu antes de devolver o veículo e também não optou pela pré-compra do tanque cheio com a locadora.

Nessa situação, algumas locadoras podem lhe cobrar até 3 vezes o valor do combustível!  

Ou seja, se você pagaria US$ 50 para abastecer em um posto de gasolina, você terá que pagar US$ 150,00 ou mais para a locadora caso ocorra o descrito acima.

Bom, o mais comum na locação de carros é pegar o veículo com o tanque cheio e devolvê-lo também com o tanque cheio. Isso porque o preço do combustível é mais barato fora da locadora, abastecendo por conta própria.

Mas, para quem não quer ter a preocupação de encher o tanque antes de devolver o veículo ou então para quem achar que o tempo e a paz de espírito são mais importantes do que o dinheiro, nesses casos, existe o serviço de tanque de gasolina pré-pago.

Esse é outro tipo de serviço que vão sempre tentar lhe “empurrar” de todo jeito. Vão lhe oferecer como um “benefício”, pois é mais cômodo, o preço seria competitivo com o dos postos etc etc etc. Esteja preparado.

Mas, por quê?

Obviamente eles ganham a mais com isso (moneymaker). Vamos pagar por um preço bem superior ao praticado no posto de gasolina (que, algumas vezes, pode estar a menos de 1km de distância da locadora)

Veja bem:

Caso você opte por pré-comprar o tanque cheio, lembre-se que dificilmente você devolverá o veículo com o tanque 100% vazio, ou seja, tudo que ficar no tanque é mais um lucro para eles e prejuízo para você.

Vamos supor que você já havia comprado o tanque cheio na locadora e no dia de devolver o veículo você percebe que o tanque está mais da metade cheio.

O que isso quer dizer? Que você pagou por um tanque mais caro e ainda vai devolver mais de meio tanque de graça para a empresa. Nessa “brincadeira”, cem reais vão embora sem que percebamos.

Há relatos de que algumas locadoras estavam vendendo o combustível por um preço igual ou inferior ao praticado nos postos ao redor. OK, pode até ser verdade, mas, ainda vale a explicação dada acima: quando você devolver o carro, dificilmente vai estar 100% vazio, então, eles acabam “ganhando” com isso de toda forma.

E não, não irão lhe devolver o valor do que sobrar no tanque, mesmo que esteja com meio tanque cheio. Não haverá nenhum reembolso por esse motivo.

Por isso, vale a pena se confrontar comodidade X economia e ver o que é melhor para sua viagem.

2) Aparelho de navegação – GPS (Navigation Device)aluguel de carro GPS

É fundamental numa viagem ao exterior, mas não necessariamente tem que ser o da locadora.

O preço em média da diária de locação do GPS é:

      ⇒ US$ 10,00 (Dólares);
      ⇒ € 11.00 (Euros);
      ⇒ R$ 15,00 (Reais);

Esse é outro opcional que, com certeza, os atendentes vão fazer um “esforço” para que você alugue o GPS deles, pois é um serviço que os fazem ganhar muito dinheiro.

Vamos supor que a viagem seja de 10 dias. Totalizando seriam US$ 100 apenas para aluguel de um GPS, sendo que já é possível comprar um aparelho muito bom por esse valor ou até menos. Algumas locadoras podem até estabelecer um valor máximo por locação, em torno de US$ 90, mas, ainda sim, não é algo muito vantajoso para nós, clientes.

Por isso, a recomendação é não alugar o aparelho da locadora. Aceitar por alugar o aparelho da locadora deve ser a última das últimas alternativas (ou, melhor ainda, nem ser considerada uma opção)

Veja outras alternativas para você não precisar alugar o GPS da locadora:

      ▸ Usando o Seu próprio GPS:

Para quem já tem o seu aparelho de GPS, vale a pena levá-lo na sua viagem já com o mapa do país/cidade para a qual está viajando previamente instalado e também com os endereços cadastrados dos locais que você desejará ir. Isso agiliza muito e evita stress e perda de tempo durante a viagem.

      ▸ Usando o Smartphone:

Para quem prefere usar o smartphone, temos opções gratuitas com os aplicativos Waze ou Maps.Me.

O Waze é um dos maiores aplicativos de trânsito e navegação do mundo baseado em uma comunidade. Disponível em Android, iOS e Windows Phone.

Não se esqueça que determinados aplicativos, como o Waze, necessitam de uma conexão com a internet para poder funcionar.

# DICA: Chip de celular pré-pago com internet ilimitada para usar o GPS:  

Se você vai viajar aos Estados Unidos e não quer ficar sem internet em nenhum momento da viagem, inclusive para poder utilizar o GPS no celular, recomendamos a empresa EasySim4u (link afiliado). Ela fornece chip pré-pago com diversos planos de dados e de voz, inclusive o de internet ilimitada.  Você sai do Brasil com seu chip em mãos e chega com ele já habilitado e pronto para usar. Seu único trabalho será colocar o chip no telefone ao chegar no seu destino. Informe o código comoalugarcarro na hora da compra e receba o seu chip em casa com FRETE GRÁTIS!chip celular pré-pago Estados Unidos EUA

Caso não tenha uma conexão com a internet disponível, o aplicativo Maps.Me pode ser utilizado (off-line). Disponível em Android e iOS. Nele, o usuário tem acesso a arquivos de mapas de praticamente qualquer lugar, desde que tenha feito download anteriormente – já que ele não precisa de conexão com a Internet para funcionar.

Para quem prefere algum aplicativo em versão paga, existe o aplicativo TomTom – EUA, da famosa marca de GPS TomTom, que também funciona off-line, igualmente a um GPS tradicional. Apesar de ser caro, é um aplicativo muito bem recomendado.

      ▸ Usando o GPS integrado do carro:

Muita gente não se atenta a esse ponto,mas existem vários modelos de carros que já vem com um GPS integrado no painel. O pior ainda é que muitos alugam um carro que já tem o GPS e ainda alugam um aparelho da locadora.

Não se preocupe, não são apenas os veículos mais caros que possuem essa opção. Muitos carros de categorias mais baratas, como o Corolla, da categoria Midsize, já possuem GPS integrado na tela multimídia do painel.

Como muitas vezes nós não temos certeza do carro que vamos pegar e se ele vai ter o GPS integrado, o ideal seria contar primeiramente com o GPS do smartphone ou levar o seu próprio aparelho.

# DICA: Jamais fique 100% dependente de GPS. Nunca podemos esquecer do fator imprevisibilidade. Por isso, leve sempre mapas impressos, pegue os folders com mapa da cidade disponíveis em várias lojas, salve imagens no celular e tenha algum aplicativo que possa ser usado no smartphone.

Enfim, viu só quantas opções temos para usar um GPS sem precisar pagar um absurdo para as locadoras? Se programe e veja o que é melhor e mais adequado para sua viagem.

Seja mais esperto(a) que a locadora e garanta mais dinheiro no seu bolso.

3) Seguros e Proteções (Insurances / Protections /Coverage)seguro-aluguel-de-carros

Nenhum seguro ou proteção são obrigatórios de serem contratados em uma locação de carro nos Estados Unidos.

Em outros países, no entanto, pode ser que algum seguro seja obrigatório e ele já será automaticamente incluso no valor da diária.

Esse é um tema bem amplo e que gera a maior parte das dúvidas dos turistas que alugam carros.

Por isso, trataremos mais a fundo sobre o tema em um artigo exclusivo, falando sobre os vários  tipos de seguros e proteções, as mais variadas nomenclaturas, o que cada um cobre, valores, dicas, entre outros.

Mas, já para adiantar o assunto,  os seguros que são realmente indispensáveis e recomendados são:

      ▸ Seguro contra roubo e colisão (CDW/LDW);
      ▸ Seguro de responsabilidade contra terceiros (LIS/SLI/ALI/SLP/THIRD PARTY/EP)

Estes são os seguros que, geralmente,  vêm inclusos nos pacotes oferecidos por empresas e agências, os  chamados “All inclusive”, pois eles combinam diárias com seguros/proteções.

4) Dispositivos de Pedágios (Toll Pass Device)pedágio aluguel de carros

Esse também é outro tema que gera grande parte das dúvidas dos turistas que alugam carro nos Estados Unidos.

As locadoras no exterior também oferecem serviços similares ao “sem parar” no Brasil, no qual os veículos são equipados com um dispositivo colado no para-brisas e podem passar direto pelo pedágio. A cobrança vem posteriormente no cartão de crédito, juntamente com uma taxa de serviço cobrada pela locadora.

Outro sistema muito utilizado é o chamado PlatePass, no qual você passa direto pelo pedágio e será cobrado pela placa do seu veículo. A locadora vai receber a cobrança e então lancará no seu cartão de crédito o valor do pedágio + valor de taxa de serviço cobrada por ela.

Estes serviços realmente podem ser muito úteis, no entanto, saiba exatamente como eles funcionam na sua locadora. Cada locadora possui sua política de cobrança e pode haver grande diferença entre elas.

A taxa do serviço pode ser cobrada por dia, por cada utilização ou por semana. Algumas locadoras também estipulam um valor máximo por locação ou pelo período de 30 dias.

Acontece que algumas locadoras podem tentar empurrar esse serviço, mas omitem algumas informações ou sequer explicam como será feita a cobrança, e, depois da viagem, você recebe uma bela surpresa no cartão de crédito referente a cobranças estratosféricas por ter usado o serviço sem saber exatamente como funcionava.

Em alguns casos, você é cobrado(a) mesmo sem ter passado por pedágios!

Por exemplo, há relatos de turistas que tiveram que pagar US$ 15 por dia só de taxa de serviço, mesmo que não tenham passado por pedágios na maioria dos dias da viagem! É um absurdo!

Algumas locadoras podem cobrar taxas altíssimas por dia e ainda fazer o “terrorismo” alegando que existem vários pedágios cashless (sem cabine de cobrança na qual você deve jogar o valor exato em dinheiro/moeda) e que se você passar por ela sem o aparelho e sem ter o dinheiro, poderá pagar multas altíssimas.

Se você sabe por quantos pedágios vai passar (e se todos aceitam dinheiro), o melhor é ter sempre dinheiro trocado no carro e pagar tudo sem precisar usar o serviço.

Caso não saiba por quantos pedágios vai passar na sua viagem e se sinta mais confortável e seguro tendo um dispositivo de pedágios instalado no seu veículo procure saber como cobram pelo serviço na sua locadora. O ideal é que a tarifa seja baixa e cobrada somente quando o serviço for usado de fato.

RECAPITULANDO gastos-aluguel-carro-4

Até agora, os gastos extras opcionais apresentados foram:

      ▸ Tanque de Combustível Pré-Pago (Pre-paid Fuel);
      ▸ Aparelho de navegação – GPS (Navigation Device);
      ▸ Seguros e Proteções (Insurances / Protections);
      ▸ Dispositivos de Pedágios (Toll Pass Device).

Somente estes 4 itens são mais que suficientes para dobrar ou até mesmo triplicar o valor de sua locação e, por isso, você deve ficar muito atento.

Na segunda parte do artigo, completaremos esse material mostrando mais 7 itens opcionais que poderão ser oferecidos na sua locadora.

Um deles, inclusive, é muito usado para enganar os turistas.

[Clique aqui para ler a parte 2 sobre gastos extras opcionais.]

Caso tenha gostado do artigo, compartilhe-o nas redes sociais e não deixe de ler a segunda parte.

Tem alguma experiência (negativa ou positiva) para compartilhar? Escreva nos comentários. Vamos adorar saber! Quanto mais informações e dicas compartilhadas, menos surpresas negativas vamos ter que enfrentar no aluguel de carro.

Boa viagem!

Insira o seu endereço de email para receber as melhores dicas sobre como alugar um carro