10 DICAS ESSENCIAIS PARA VOCÊ TER A MELHOR EXPERIÊNCIA POSSÍVEL NO ALUGUEL DE CARRO (A #2 É IMPERDÍVEL)

Alugar um carro parece uma tarefa um tanto quanto simples, mas que, se não feita com um mínimo de informação e conhecimento, pode vir a se tornar uma grande confusão e causadora de uma tremenda dor de cabeça já no início da tão esperada e sonhada viagem, sem contar que muito dinheiro pode ser gasto sem necessidade.

Muita gente busca muitas informações sobre como conseguir a melhor passagem de avião, como usar milhas aéreas, onde achar hotéis bons e baratos, onde achar ingressos mais em conta, mas acabam não dando a devida atenção ao processo de aluguel de carro, e é aí que muitos acabam se dando mal: pagam por opcionais que não serão necessários, contratam tudo que é “empurrado” pelo atendente da locadora, alugam um carro maior ou menor do que o necessário, entre outros inúmeros problemas.

Acontece que grande parte dos problemas ocorrem justamente pela falta de informação por quem vai alugar o veículo, e é justamente nessa questão que muitas locadoras podem se aproveitar da situação.

Por isso, continue lendo este artigo e confira as 10 dicas essenciais que todo mundo precisa saber para ter a melhor experiência possível no aluguel de carros no Brasil ou no exterior.

1) FAMILIARIZE-SE COM O CARRO:dicas-aluguel-carro

Só por estarmos alugando um carro, já nos sentimos fora da nossa zona de conforto, pois estamos com um veículo que não é nosso.

Muitos ainda alugam um carro no exterior, ou seja, você está em outro país, falando outro idioma e provavelmente vai dirigir um carro que nunca dirigiu antes, pois a frota é muito diversificada. Existem dos mais variados tipos de carros, muitos nem mesmo rodam no Brasil.

Por isso, jamais entre no carro e já saia pegando a estrada.

Familiarize-se com o carro antes.

Confira se está tudo funcionando perfeitamente e também saiba onde e como ligar os acessórios (limpador de para-brisas, farol, rádio, bluetooth, travas, botões de abrir porta-malas e tanque de combustível, buzina, desembaçador, ar-condicionado, entre outros).

Jamais deixe para aprender a mexer no carro enquanto dirige.

Veja algumas atividades que você já deve fazer ainda no estacionamento da locadora:

       ▸Ajuste a altura e profundidade do banco e voltante;
       ▸Confira e ajuste os espelhos;
       ▸Confira se o tanque está realmente cheio;
       ▸Afixe o seu GPS no painel ou vidro, com a sua rota devidamente traçada;
       ▸Nos primeiros metros andando com o veículo, cheque o estado dos freios, direção e câmbio;
       ▸Sinta-se à vontade e bem acomodado antes de tudo;
  ▸Acomode as demais pessoas no carro, com o seu devido cinto de segurança e assentos nivelatórios / bebê conforto.

Não tenha pressa!

Garanta a sua segurança e a dos seus passageiros também.

Ainda, antes de sair pegando a estrada direto, dirija o carro por alguns metros perto da locadora e veja se não percebe nenhuma anormalidade (barulhos estranhos, luzes de erro, direção puxando para o lado, fumaça, freio muito fraco, entre outros).

Siga a viagem com segurança!

2)AVALIE O ESTADO DO VEÍCULO – ANTES E DEPOIS:alugar-carro-avalie

Essa é uma das dicas mais importantes no aluguel de carro, pois ela pode causar muita dor de cabeça e muito prejuízo para quem não estiver muito atento!

Essa dica vai te fazer evitar pagar por danos e prejuízos ao carro que sequer você causou.

Por isso, JAMAIS SAIA DA LOCADORA SEM VERIFICAR O ESTADOS GERAL DO CARRO !!!

Mesmo que você tenha contratado seguro contra colisão e contra terceiros, existem muitos casos em que o seguro não vai cobrir, como por exemplo vidros, pneus, faróis, etc.

Antes de sair da locadora, verifique as condições gerais do veículo, como por exemplo:

       ▸Eventuais danos na lataria (amassados e arranhões);
       ▸Arranhados excessivos nas rodas ou calotas;
       ▸Calibração e estado dos pneus;
       ▸Estado do estepe (algumas locadoras no exterior não têm carros com estepe);
       ▸Confira se todas as luzes e setas funcionam perfeitamente;
       ▸Confira se há nicados e trincas no para-brisas e demais vidros;
       ▸Confira se não existe nenhuma luz de advertência ou de erro no painel do carro (como a luz do airbag acesa);
       ▸Confira se o tanque realmente está bem cheio;
       ▸Confira se não há objetos de outras pessoas no seu carro;
       ▸Verifique o estado do estofamento (rasgos, sujeiras, odores ruins).

*Bata fotos ou faça vídeos antes e depois de pegar o carro, inclusive de mínimos arranhões, amassados e sujeiras.

Em caso de encontrar algum problema, garanta que isso seja repassado ao funcionário da empresa e, de preferência, seja devidamente registrado em algum documento comprobatório.

Parece ser algo que vai tomar muito seu tempo, mas não vai. E você também não precisar ser perito ou expert na área automotiva. Qualquer pessoa consegue fazer isso em menos de 3 minutos tranquilamente.

Fazendo esse procedimento temos uma maior segurança e tranquilidade em sair com o carro e evitar problema futuros na devolução do veículo.

Digo isso tudo por experiência própria! Uma vez quiseram me cobrar pelo “nicado” no pára-brisas do carro. Felizmente deu tudo certo e eles desistiram de me cobrar. E sei que não tinha sido eu. Imagina de quantas pessoas eles já tinham cobrado e elas pagaram, justamente por falta de informação???

Essa dica serve para lhe resguardar de qualquer problema que a locadora possa vir a lhe acusar, mas que não foi você que causou.

3)SEGUROS:seguro-aluguel-carro

Com dúvidas sobre qual seguro contratar na hora de alugar um carro nos Estados Unidos (EUA) ou em qualquer outro país, inclusive o Brasil?

Praticamente todo mundo que já alugou um carro no exterior ou até mesmo no Brasil já passou por esse problema.

É bem grande e confusa a lista de seguros oferecidos no aluguel de carro – principalmente nos Estados Unidos. Além disso, as regras, legislações, definições e tipos de seguros não são únicos no mundo inteiro, o que só contribui para aumentar a confusão na cabeça dos turistas.

De acordo com Chris Brown, diretor executivo da Auto Rental News, “cerca de 8% da receita da indústria bilionária de aluguel de carros vêm da venda de seguros opcionais. Ele afirma, inclusive, que as locadoras estão desenvolvendo novos seguros e vendendo-os mais agressivamente como forma de alavancar os ganhos.”

Então, é fácil entender por que temos tantos tipos diferentes de seguros e por que os atendentes sempre tentam “empurrar” para os clientes comprarem.

Esse é um tema tão importante que merece um artigo exclusivo sobre seguros (já está sendo produzido e em breve tratemos aqui no blog).

No entanto, saiba desde já que os seguros que são realmente indispensáveis e sempre recomendados são dois:

Seguro contra roubo e colisão (CDW/LDW);
Seguro de responsabilidade contra terceiros (LIS, SLI, ALI, SLP, third party, TPL, RLP,EP).

Ou seja, esses são os dois seguros mais importantes. Sem dúvida, juntos eles garantem cobertura para os maiores prejuízos financeiros que venham a ocorrer.

É importante frisar também que existem muitos países em que nenhum tipo de seguro é obrigatório, como é o caso do Brasil e também dos Estados Unidos (EUA). Ou seja, nesses países os seguros só serão contratados caso você, por livre escolha, deseje contratá-los.

Já em alguns países como na Europa, por exemplo, a contratação de seguro poderá ser obrigatória e já será automaticamente acrescido à sua diária.

4)MANTENHA O CARRO LIMPO:limpeza-carro

Você não precisa devolver o carro lavadinho, encerado e com pretinho nos pneus, mas deve, ao menos, devolvê-lo em condições similares às quais você o retirou. Sujeiras normais do dia a dia não deverão ser cobradas.

No entanto, se você resolver entregar o carro cheio de lama, com bancos sujos de bebidas, sujeiras e manchas no carpete, ou seja, se entregar o veículo em quaisquer situações que impossibilitem a empresa de locar o seu carro logo em seguida para outro cliente, as locadoras se reservam no direito de lhe cobrar uma taxa de limpeza, que pode ser BEM cara.

Algumas locadoras deixam claro que não é possível fumar dentro de nenhum carro da sua frota (100% smoke-free) e taxas de limpeza podem ser cobradas caso a regra seja desrespeitada.

Acontece que grande parte das locadoras acabam não divulgando qual seria essa taxa extra de limpeza que pode ser cobrada. Isso acaba sendo ruim para o cliente, por ser algo subjetivo – vão cobrar conforme o estado em que o veículo for devolvido, ou seja, pode ser pouco ou pode ser muito.

Para não correr risco de ter que gastar  dinheiro desnecessário com multa, mantenha o carro sempre em boas condições de limpeza e não se preocupe demais com isso.

Caso não tenha como evitar lava e sujeira pesada, pense em passar em um lava rápido antes, tipo aqueles automáticos de posto de gasolina, pois pode sair bem mais em conta do que pagar taxa na locadora.

5)DIRIGINDO UM CARRO AUTOMÁTICO

Essa é uma parte muito curiosa do aluguel de carros.

Uma das principais particularidades dos Estados Unidos e de muitos países no exterior é que, ao contrário do Brasil, é muito difícil você encontrar um carro manual.

No Brasil você poderá encontrar essa opção somente nas categorias intermediárias e nas categorias acima.

Por mais que os carros automáticos tenham começado a ficar mais populares no Brasil na última década, muita gente vai ter a primeira experiência de dirigir um carro com câmbio automático somente na locação de carro no exterior.

Essa nova experiência acaba deixando muitos turistas inseguros e receosos de dirigir um carro automático.

No fim das contas, embora muitas pessoas defendam fervorosamente os carros manuais, o carro automático é muito mais fácil de se dirigir e, depois de alguns quilômetros rodando, você pega o jeito e se acostuma tranquilamente, como se já fizesse aquilo há muitos anos.

O câmbio geralmente é dividido nas seguintes modos:

       ▸P (modo parking ou estacionamento/parado): É necessário para estacionar o carro. Se o câmbio não estiver na posição “P”, você não consegue dar partida no veículo. É como se você fosse ligar o carro com a marcha engatada.
       ▸R (modo reverse ou marcha ré):  Não necessita muita explicação. Em geral, por uma questão de segurança, essa marcha “não engata” quando o veículo está em movimento.
       ▸N (modo neutral ou Ponto Morto); É o ponto que o carro fica com as rodas livres e nenhuma marcha engatada, assim como acontece no câmbio manual.
       ▸D (modo drive ou dirigir): É o modo usado em quase todo o tempo que você dirige o carro. As marchas vão mudando conforme a necessidade, sem que você precise fazer nada. Mesmo quando você pisar totalmente no freio e parar o carro, esse modo pode continuar engatado que o carro não vai “morrer”.

Os modos M, D3 e D2 são modos utilizados para quem quer trocar de marchas manualmente ou quer limitar quais marchas automáticas serão usadas.
Existem vários vídeos na internet que ensinam a dirigir um carro automático. Você pode assistir para que tenha um pouco mais de segurança, mas não fique preocupado(a). É realmente muito fácil.

Algumas dicas muito importantes:

       ▸Para quem não está acostumado a dirigir um carro automático, a principal dica que eu poderia dar, por experiência própria, seria: ESQUEÇA A SUA PERNA ESQUERDA, deixe-a no canto, longe dos pedais e não a use pra nada. Como o carro não tem embreagem, você não vai utilizar a perna esquerda para nada. O freio e o acelerador vão ser acionados com a perna direita somente, como já fazemos no câmbio manual. Se você tentar pisar numa embreagem inexistente, vai acabar pisando no freio e pode ocasionar um acidente;

       ▸Na maioria dos modelos, você só conseguirá tirar a chave da ignição e também dar partida no carro se a alavanca de câmbio estiver no modo P. Além disso, para dar partida no carro, também é preciso pisar no pedal do freio (isso seria uma medida de segurança).

6) NÃO ARRISQUE! PREFIRA SEMPRE AS LOCADORAS MAIS CONHECIDAS:

Embora não possamos afirmar que uma ou outra locadora são perfeitas, ainda sim a recomendação é sempre reservar o carro nas locadoras mais renomadas e conhecidas.

Pesquise a reputação da empresa em que você pretende alugar o carro, seja no Brasil ou no exterior.

Existem alguns relatos de turistas brasileiros que alugaram em locadoras “suspeitas” e, quando chegaram para alugar o carro, sequer estava aberta, mesmo em horário comercial. Não se engane por preços milagrosos.

Entre as maiores e mais conhecidas locadoras nos EUA, no Brasil e no mundo encontramos:

       ▸ALAMO (Grupo Enterprise Holdings)
       ▸NATIONAL (Grupo Enterprise Holdings)
       ▸ENTERPRISE (Grupo Enterprise Holdings)
       ▸HERTZ (Hertz Global Holdings)
       ▸DOLLAR (Hertz Global Holdings)
       ▸THRIFTY (Hertz Global Holdings)
       ▸AVIS (Grupo Avis Budget)
       ▸BUDGET (Grupo Avis Budget)
       ▸FOX RENT A CAR
       ▸SIXT
       ▸EUROPCAR
       ▸MOVIDA
       ▸LOCALIZA (Maior do Brasil)
       ▸UNIDAS

Essa é apenas uma lista das maiores empresas locadoras de carros conhecidas nacional e mundialmente.

Não quer dizer que essas são perfeitas e que as demais não são. Apenas as listamos como forma de orientar quem nunca passou por essa tarefa ou não tem muito conhecimento sobre o assunto. Isso não quer dizer que as pesquisas e reservas devem ser feitas apenas nessas empresas, mas sim, que o mais importante é que você realmente pesquise sobre a reputação da empresa.

Acredito que não exista uma locadora que não tenha tido reclamações ou problemas com clientes. Obviamente, quanto maior for a empresa, mais reclamações vão ter, mas pelo menos o suporte delas é bem maior e também há mais chances de se resolverem os problemas.

Há também as locadoras exclusivas que oferecem carros superesportivos e luxuosos como Ferrari, Lamborghini, Porsche, Rolls Royce e outros vários modelos.

Essas locadoras geralmente ficam concentradas em cidades turísticas como Miami, Orlando, São Paulo, Las Vegas, entre outras. São empresas que oferecem um serviço totalmente personalizado e exclusivo. Geralmente não possuem filiais e são únicas, mas ainda assim pesquise bem sobre a sua reputação, pois é muito comum existirem locadoras clandestinas que alugam carros de terceiros.

7)LEIA O CONTRATO DE LOCAÇÃO E TIRE SUAS DÚVIDAS COM A LOCADORA ANTES DA LOCAÇÃO

É nesse documento que você fica sabendo como são as regras da locadora.

Você deverá encontrar informações sobre: infrações de trânsito, combustível, devolução do veículo, cancelamentos, limpeza, “no-show”, responsabilidades da locadora, pedágios, responsabilidades do cliente, rescisão, taxas, multas, hora extra, tolerância, entre outras informações extremamente importantes.

O documento deve ser encontrado no site da locadora e também nas suas lojas físicas.

Toda e qualquer informação que não lhe estiver clara (pode ter certeza que muitas não vão estar), tire as dúvidas diretamente com a locadora, de preferência tudo por escrito (e-mail) para ter as respostas registradas.

Para quem vai alugar um carro no Brasil, fica mais fácil, pois o documento vai estar em português.

Caso você vá alugar um carro no exterior, vai precisar de um pouco de conhecimento em outra língua (principalmente o Inglês), pois muitas locadoras não possuem ainda o documento traduzido para o português.

Felizmente, essa realidade já vem mudando e algumas locadoras estão começando a disponibilizar os documentos em vários idiomas.

Essa não é uma leitura muita agradável, mas é algo de extrema importância. Sabendo como são as regras da locadora, você evita passar por problemas e stress desnecessários e também não gasta dinheiro com taxas e multas que serão cobradas unicamente por falta de informação.

8)GASTOS PARTICULARES:

Como vimos neste artigo, são muitos os serviços extras que as locadoras podem oferecer na locação do carro.

Além desses gastos, ainda somos obrigados a bancar, por nossa conta, outras despesas para podermos utilizar o carro.

Esses são os chamados GASTOS PARTICULARES.

Ou seja, são os gastos que não são devidos diretamente à locadora, mas sim, gastos decorrentes da utilização do carro.

Em alguns casos, esses gastos podem ser bem expressivos e não devem ser esquecidos.

Entre esses gastos particulares podemos citar:

    ▸Estacionamentos;
    ▸Pedágios;
    ▸Combustível;
    ▸Vallet em Hotéis.

Veja bem:

Você vai precisar abastecer o carro para poder andar. É verdade que em grande parte das locadoras no mundo o tanque sempre vem cheio, mas depois disso, obviamente, você vai ter que continuar colocando combustível para poder continuar andando com o veículo. Dependendo do tipo de viagem, os gastos com combustível podem ser bem expressivos. Procure fazer uma média de quilômetros rodados e calcule quanto será gasto. Não esqueça que se estiver no exterior e abastecer o carro com cartão de crédito somos obrigados a pagar o imposto IOF de 6,38% sobre o total. Por isso, sempre que possível, pague no dinheiro.

Outro ponto importante é que, provavelmente, você vai precisar estacionar em diversos lugares (alguns gratuitos e outros pagos). É difícil estipular um valor para gastos com estacionamentos, mas sempre tente deixar um valor mínimo já reservado. Tente pesquisar se os lugares que você deseja visitar cobram estacionamento. Muitas vezes, não há como fugir de estacionamentos com preços abusivos.

Vai ficar em hotel? Já viu se o estacionamento é gratuito? Muitos hotéis cobram estacionamento ou serviço de valet parking por dia, o que pode fazer você gastar uma boa quantia dependendo de quantos dias vai ficar. Uma solução seria buscar hotéis com estacionamento gratuito, pois é um dinheiro a menos jogado fora.

O local para o qual vai viajar possui muitos pedágios?  A não ser que você vá fazer uma road trip ou rodar muito com o carro, os pedágios não costumam representar um grande valor no orçamento do aluguel de carros, mas, ainda assim, são gastos que podem tornar-se bem expressivos para os desinformados que acabam  contratando o dispositivo de pedágios de locadoras que cobram altas tarifas por dia de uso, sem necessidade, devido ao pouco uso do aparelho.

9)QUILOMETRAGEM LIMITADA OU ILIMITADA

As locadoras podem oferecer dois tipos de quilometragem:

    ▸Quilometragem Controlada
    ▸Quilometragem Livre.

Nos EUA e em alguns outros países não se usa o quilômetro como unidade de medida para distância, mas sim, a MILHA (como vimos neste artigo)

Então, é comum vermos a expressão milhas ilimitadas ou controladas em vez de quilometragem ilimitada ou controlada (lembrando que 1 milha = 1,6 km).

As milhas/quilometragem controladas costumam ser mais econômicas. Veja que essa modalidade só é vantajosa para quem vai realmente se locomover bem pouco, pois será estipulado um valor máximo de milhas/quilômetros a ser rodados por dia. Caso ultrapasse o limite, a empresa pode cobrar uma multa, de acordo com o previsto em contrato, ou então cobrar por cada milha excedida, o que vai sair muito caro mesmo!

Esse é um caso também que aparece no aluguel de carros exóticos e superesportivos como Bentley, Ferrari, Lamborghini, entre outros. Nesse caso, é estabelecido um valor máximo de milhas para rodar por dia -geralmente 100 milhas (160 quiilômetros). Caso seja ultrapasso esse valor, será cobrada uma taxa extra por cada milha rodada a mais. Algo entre US$ 1 e US$ 2.

Já as milhas ilimitadas são a opção mais usada e, embora tenham tarifas um pouco mais caras, são mais vantajosas para quem quer andar com o carro sem se preocupar em limite máximo para ser rodado por dia (o que acontece com a maioria das pessoas que querem alugar um carro)

Aqui, então, a dica é analisar as duas opções com bastante calma e então chegar à conclusão de qual tipo será mais adequado à sua viagem.  

Geralmente a diferença vai ser tão pequena que vale mais a pena ficar com as milhas/quilômetros ilimitados e não se preocupar em ter que ficar toda hora olhando para o painel do carro controlando a distância.

10) CONVERSÃO DE MEDIDAS

Se você vai alugar um carro no exterior, precisa estar atento ao sistema de unidade de medidas que o país adota.

No Brasil estamos acostumados a falar em quilômetro para distância, km/h para velocidade, graus Celsius para temperatura, litros para volumes, etc.

Acontece que em alguns países, pode ser que você sequer veja uma dessas unidades de medida, e isso pode causar uma tremenda confusão na nossa cabeça.

Nos Estados Unidos a coisa fica pior, pois parece que lá, para contrariar, eles resolveram usar todas praticamente todas as unidades de medida diferente das que estamos usualmente acostumados.

Por isso, vale a pena ficar por dentro e entender melhor quais são essas diferenças existentes no país onde você vai alugar seu carro.

Veja as principais unidades de medida utilizadas nos Estados Unidos:

    ▸Unidade de Distância: Em vez de usarem quilômetros, usam a MILHA (mile);
    ▸Unidade de Volume: Em vez de usarem litros, usam o GALÃO(gallon);
    ▸Unidade de Velocidade: Em vez de usarem km/h, usam MPH (milha por hora);
    ▸Unidade de Temperatura: Em vez de usarem o graus Celsius, usam o graus Fahrenheit;

Veja o quadro demostrativo de conversão das medidas: